[Resenha] Amante Consagrado

Oi minha gente, hoje eu terminei de ler mais um amante #IAN, e lembrei que não fiz resenha do Amante Consagrado, que fala de Phury, e como acabei de terminar o do Rehv, pensei em fazer uma resenha do Phury primeiro e depois posto o do Rehv…

Espero que gostem… E afinal é IAN, que quanto mais melhor… ^^

Sinopse: Nas sombras da noite de Caldwell, Nova York, desenvolve-se uma furiosa guerra entre os vampiros e os seus assassinos. Há uma Irmandade secreta, sem igual, formada por seis guerreiros vampiros, defensores de sua raça. E agora, um Irmão obediente deve escolher entre duas vidas… Ferozmente leal à Irmandade da Adaga Negra, Phury se sacrificou pelo bem da raça, convertendo-se no macho responsável por manter a linhagem da Irmandade. Como o Primaz das Escolhidas, ele será o pai dos filhos e das filhas que assegurarão que sobrevivam as tradições da raça, e, que haja guerreiros para lutar contra os redutores. Como sua companheira, a Escolhida Cormia quer ganhar não só o corpo, mas também o coração de Phury para si… Ela vê o guerreiro emocionalmente deteriorado atrás de toda sua nobre responsabilidade. Mas enquanto a guerra com a Sociedade Redutora se torna mais severa, uma grande tragédia abate a mansão da Irmandade e Phury deve decidir entre o dever e o amor.

Editora: Universo dos Livros Autora: J.R. Ward – 552 Pág. – R$39,90Skoob

Resenha…

Este é o Amante mais bondoso de toda IAN, ele tem um senso de herói, e isso vale para todos em sua volta…

Mas como todos os amantes tem seu lado mal, Phury também o tem, e o dele é algo difícil e interessante de se ler na IAN… O vicio em drogas…

Ele é o irmão gêmeo de Zsadist, e se sente culpado por tudo que aconteceu a sua família, ele julga que é tudo culpa dele, até de ter nascido.

No mundo dos vampiros uma fêmea conseguir passar bem em uma gravidez e dar a luz ao seu filho sem morrer é realmente uma dádiva, pois  a mortalidade das fêmeas é muito alta por causa disso.

Phury, sente muita culpa de tudo que houve com sua família, pois nasceu depois de Z, e uma família ter dois filhos saudáveis e sem nenhum perda é como se desequilibrasse tudo, e depois que Zsadist é raptado e sua família vai se perdendo com o passar do tempo, o pai segue o rastro para trazer Z de volta, mas como não consegue, se entrega a bebida, a Mãe se isola no quarto e nem olha para Phury, pois ele é igual ao filho que ela perdeu. E ele cresce dessa forma, sozinho e abandonado…

Logo que ele passa pela transição, começa a caçada ao paradeiro de seu irmão, ele julga que se conseguir trazê-lo de volta vai conseguir salvar a família toda… Mas quando ele consegue localiza-lo, vê que o seu irmão já sofreu muito e nem sabe quem ele é, mas ainda assim não desiste, e consegue resgata-lo de seu carcere… Na fuga do lugar, ele prova mais uma vez que esta sempre disposto a se sacrificar pelos outros, o que o faz perder metade de sua perna, por isso ele usa uma prótese.

Phury sempre esteve muito ciente que conseguiu salvar o corpo de seu irmão, mas não sua alma. E quando Bela entra na vida dos dois, ele se interessa por ela, mas como já sabemos ela fica com Zsadist, e fica grávida.

Phury fica sofrendo muito mais depois disso tudo, e se concentra cada vez mais em seu vicio na fumaça vermelha, um cigarro relaxante, mas que ele não vive sem, pois precisa silenciar o Mago, que é a figura em sua cabeça que representa o seu vicio e seus fracassos…

No Amante Vingado, livro da história Vishous, Phury se prontifica para ajudar o macho e se torna o Primax no lugar de V. O Primax é a força da raça, pois é o macho que deve se deitar com todas as Escolhidas, e engravida-las para que assim se tenham mais Escolhidas e Irmãos… Phury aceita a função, mas não consegue concluir o ritual com Cormia, e Escolhida que é a Primeira Esposa.

Cormia é uma fêmea inocente e que tenta não ter personalidade, pois No Outro lado, lar das Escolhidas e da Virgem Escriba, não se pode pensar como um individuo, e sim como um conjunto, todas se vestem iguais, prendem os cabelos iguais e tudo mais…

Ela é chata de tão inocente, sei que tem os motivos, mas ainda assim ela é chata, demora um pouco até ela descobrir as suas vontades e  descobrir a sua personalidade.

Phury chega ao limite neste livro. Começamos a descobrir coisas sobre ele que são horríveis e que não combina com o macho, e por estas coisas ele é afastado da Irmandade, ele sofre bastante com isso, mas ainda assim não tenta melhorar, o que o leve aos extremos literalmente, e todos desistem dele…

Deste livro, eu tenho uma parte favorita, que é quando ele esta passando pela desintoxicação, e as visões que ele tem e como Cormia o ajuda a superar todos os medos que tomam forma na cabeça dele… É uma cena ótima…

Neste livro também temos novidades a respeito da Sociedade Redutora. O nosso odiado Lash morre e renasce como o filho do Ômega, e com isso ele tem muito mais poder que qualquer redutor já teve, e como ele sempre gostou de ser mal, isso se encaixou como uma luva… Mas com essa mudança de lado, ele acaba dando uma pancada na sociedade Vampírica, e eles sofrem muitas perdas…

Mas chega de falar do Amante Consagrado, e para saber dos detalhes e de tudo que acontece, leiam o livro, pois como é IAN sempre vale a pena…

Minha Nota
Minha Nota

Beijinhos…

Luh Figueiredos

Anúncios

5 comentários sobre “[Resenha] Amante Consagrado

  1. Oi Luh, sua linda…
    Amei sua resenha. Ficou ótima. Este é um dos livros mais difíceis de se ler da série. Mas, vale a pena. Um grande abraço e ótimo final de semana!

Faça uma blogueira feliz, deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s