[Resenha] A Décima Terceira História

Fala galera,

Como estão?
E as leituras? Agitadas? rs

Hoje trago pra vocês uma leitura surpreendente, minha primeira troca no skoob, que por acaso aproveitei uma viagem para o Rio e troquei cara a cara ^^
Estou falando de A Décima Terceira História!

A_DECIMA_TERCEIRA_HISTORIA

Sinopse: Vida Winter, escritora reclusa, sempre se escondeu atrás de seus enredos misteriosos. Envelhecida e doente, ela decide partilhar com seus leitores os detalhes de sua vida. Para isso, tem a colaboração da biógrafa Margaret Lea, que vai ajudá-la a encarar os fantasmas do passado.

Autora: Diane Setterfield | Editora: Record | Pág.: 431 | Skoob |

Resenha…

A história começa por Margaret Lea, uma biógrafa sem amigos que vive com os pais. Seu pai é o dono de uma loja de livros antigos. Não há muito movimento na loja, mas o principal “ganha-pão” está nos leilões de livros que o pai de Margaret participa.

Com o acesso a tantos livros raros, Margaret acabou desenvolvendo, junto a seu pai, um gosto aprofundado pela leitura e o que a envolve, tendo quase uma rotina com seu pai de leituras e chá desde pequenina.

Até que um dia, Margaret recebe uma carta de uma escritora chamada Vida Winter.

Vida Winter é uma escritora contemporânea de grande sucesso, mas nossa personagem nunca ouvira falar sobre até que encontra, em uma noite interrompida, uma primeira edição de um livro chamado A Décima Terceira História.

Esse livro conta de forma fantástica e hipnotizante  contos de fada, mas de uma forma tão humana e ao mesmo tempo encantando. O que chama a atenção é que esse livro não tem a décima terceira história, o que fez ser um tipo de lenda na história de Vida Winter.

E é com esse livro que Margaret descobre o sucesso editorial dessa escritora e resolve aceitar o convite de encontrá-la.

Antes do encontro, ela pesquisa sobre essa escritora e acaba descobrindo que todos tem uma história sobre ela, mas nenhuma delas é verdadeira, todas são como histórias únicas contadas para cada um que pergunta sobre suas origens.

Então, quando encontra Vida Winter, encontra uma senhora de cabelos vermelhos, com uma cicatriz de queimadura na mão que tenta lhe contar uma história, pois todos temos uma história pra contar.

Mas Margaret não se deixa iludir, saindo pela porta a fora, com a Senhora Winter insistindo, consegue pará-la com a promessa de uma história sobre gêmeas.

E é aí que começamos a história.

E que história!!!

Saber como  Charlie e Isabelle, irmãos, com uma relação doentia que beirava ao incesto dão origem a duas crianças  que em uma casa desestabilizada e sem qualquer controle em  que crescem livres aprontando as mais diversas traquinagens, chegando a assustar mesmo os mais céticos com a capacidade de duas crianças em manipular os que estão a sua volta.

É com a história de Vida Winter que Margaret revê sua própria vida, em meio as anotações e transcrições dessa trama que nos envolve, Margaret é levada a seus maiores medos. Investigando cada palavra dita pela escritora, investiga sua própria existência.

Com uma narrativa que te prende de forma inigualável e faz você querer mais e mais dessa história arrebatadora A Décima Terceira História vai te prender em um mundo sem a magia dos contos de fadas, mas não menos encantador.

Esse foi o primeiro livro que quis que não acabasse, nunca havia passado por algo semelhante, aquele gostinho de quero mais nunca havia me ocorrido e não foi algo ruim, foi com um sorriso nos lábios que pude dizer que terminei uma história incrível.

Espero que gostem tanto quanto eu.
^^

Bjs, livros e até

Camila Peitz
Anúncios

12 comentários sobre “[Resenha] A Décima Terceira História

    1. Oi Lia,
      Fico feliz que tenha ficado com vontade de lê-lo.
      É uma ótima história que conta outra história que surpreende da melhor forma que já li 😉
      Espero então que logo consiga se deparar com ele 😀
      bjbj e até

    1. Oi Monique,
      que bom que gostou da resenha, esse livro é muito bem recomendado e muito bom na escrita toda.
      ^^
      Nem conhecia essa autora, mas foi uma ótima surpresa.
      Espero que consiga ler esse livro algum dia 😉
      bjbj e até

    1. Oi Verônica,
      que bom que é eclética na leitura, isso nos ajuda a sermos mais abrangentes. 😀
      Quando ler esse livro, podemos conversar mais ainda sobre ele 😉
      bjbj e obrigada

  1. Camila, Parabéns pela resenha. Ganhei o livro de uma amiga e acabei de ler na última semana. Não conhecia a autora, mas a história é realmente instigante. Impossível parar de ler…

Faça uma blogueira feliz, deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s