[FILME] O Jardim dos Esquecidos – 2014

Oi galera!

Hoje, com muita empolgação trago para vocês uma resenha de um filme (existe isso produção?) que há muito esperava. 😀

Estou falando do remake de O Jardim dos Esquecidos.

Jardim Esq

 Título Original: “Flowers in the Attic” | País de Origem: EUA/Canadá | Gênero: Drama, Suspense, Thriller | Duração: 90 Minutos | Ano de Lançamento: 2014 | Filmow | Teaser

Sinopse: Após a morte do pai, Chris, Cathy, e os irmãos gêmeos Carrie e Cory são levados pela mãe para o único lugar onde poderiam morar: a casa dos avós, a mansão Foxworth Hall. Enganadas achando que a nova vida seria cheia de luxos e sonhos realizados, as crianças não imaginavam que os avós as consideravam frutos do Demônio. Também não sabiam que seus pais eram parentes de sangue e que haviam cometido um pecado ao se casarem e terem filhos e que, segundo a avó, tais aberrações deveriam ser trancadas num pequeno quartinho na ala norte, tendo apenas um sótão onde brincar. Refilmagem de um clássico de terror de 1987.

Esse filme é baseado na obra de V. C. Andrews, autora já bem conhecida aqui na Biblioteca (Minha favorita ♥ ), mais especificamente na Saga dos Foxworth (Já resenhada em parte aqui na biblioteca também).

Diferentemente do que normalmente faço, não vou comparar durante a resenha o filme e o livro. Então vamos a história.

Na casa da linda família Dollanger viviam o casal Corrine e Christopher com seus quatro adoráveis filhos, Chris (Christopher), Cathy (Catherine) e os gêmeos Cory e Carrie.

Em uma noite de festa, a família Dollanger perde seu precioso pai. Com o passar do tempo dívidas vão se acumulando e Corrine continua a mandar cartas e mais cartas, até que um dia recebe uma resposta de sua, até o momento inexistente, mãe.

2De uma hora para outra, Corrine e seus  filhos partem para a Virgínia, com sonhos e esperanças de uma vida melhor, mas quando chegam, no meio da madrugada dão de cara com uma vó ríspida sem nenhum resquício de afeto pela filha e muito menos para seus netos.

Mal chegando, as crianças são deixadas em um quarto no lado mais recluso da mansão Foxworth, onde são impostas regras rígidas sobre comportamento e demais aspectos que a avó lhes impôs. Tudo isso para que Corrine consiga reconquistar o amor do pai e assim aproveitarem a vida de riquezas que sua mãe prometera.

Os dias vão passando, cada vez menos as crianças vão vendo sua mãe, passam-se dois anos, Chris e Cathy passam pela puberdade, os gêmeos não crescem por falta de sol e ainda todos estão enfurnados naquele quarto com apenas um sótão empoeirado para passar os dias.

Até que depois de meses, sua mãe finalmente retorna com a notícia de que está casada e estava em lua de mel. E aí que Cathy e Chris começam a perceber que sua mãe não é mais tão perfeita como eles sempre imaginavam. Com um plano de fuga, eles conseguem fazer uma chave de madeira para poderem sair quando quisessem do quarto e andar pela mansão pegando pequenas quantias de dinheiro para poderem fugir.

1Em meio a esse plano e suas arriscadas saídas Chris e Cathy desenvolvem um sentimento que vai além do amor fraternal. Eles acabam por desenvolver um relacionamento amoroso no meio do pesadelo em que viviam.

Com mais outra tragédia em suas vidas eles devem decidir em arriscar sair mesmo com pouco dinheiro da mansão ou ficar mais um pouco e aguentarem as maldades impostas pela avó para conseguirem mais dinheiro…

Com cada vez mais segredos sendo revelados, os jovens Dollanger devem tomar uma decisão para salvar suas vidas.

Minha Opinião:

Eu gostei do filme, diferente da versão de 1987, essa refilmagem desenvolve outros focos, como os cacoetes de Corrine, os  sempre sagazes comentários de Cathy sobre a mãe, como Chris defende a mãe cegamente e a maldade da avó, aqui Ellen Burstyn foi realmente uma avó má convincente e Heather Graham como Corrine me impressionou, com olhares expressivos dando vida a personagem.

Esse filme já tem continuação pela Lifetime, eu já assisti e logo logo eu venho com a resenha dele, e posso dizer, o trabalho nessa obra, pra mim, está sendo muito bem feito e cuidado.

Espero que gostem e assistam, não vão se arrepender dessa trama densa e provocante, digamos assim..

Confiram abaixo as demais resenhas e post sobre a autora:

Bjus, filmes e até…

Camila Peitz

Anúncios

2 comentários sobre “[FILME] O Jardim dos Esquecidos – 2014

  1. Ele saiu em dvd aqui no Brasil ou essa capa é fan made? Quero assistir o terceiro filme, já saiu por lá e estou muito curiosa!
    Viu as fotos do Minha Doce Audrina? Escolheram uma garota que é a cara da Heaven, nem loira é. Vamos ver no que vai dar…

  2. Oi Aline,
    Não sei se saiu em DVD >.<
    Também estou curiosa com o 3 filme… só vi propaganda pelo twitter mesmo e do dia que estreou ^^
    Não vi fotos da Audrina… mas eita, quando falam em ser baseado cada vez mais vejo só por cima mesmo -.-'

    Então vamos ver o que vai dar 😉

    Beijo e até =D

Faça uma blogueira feliz, deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s